2.1.1. Princípios básicos de eletrocardiografia

O ciclo cardíaco

O ciclo cardíaco
 
  • Cada ciclo cardíaco é iniciado pela despolarização espontânea do nódulo sinusal. Este evento não é visto no ECG. A onda P regista despolarização e contração auricular.
  • Há uma breve pausa quando a corrente elétrica atinge o nó AV, e o ECG fica em silêncio.
  • A onda de despolarização espalha-se ao longo do sistema de condução ventricular (feixe de His, ramos, e fibras de Purkinje) e sai para o miocárdio ventricular
  • A despolarização ventricular gera o complexo QRS.
  • A onda T regista a repolarização ventricular. A repolarização auricular não é vista.

 

As diferentes linhas retas que unem as várias ondas também foram dadas nomes. Um segmento é uma linha reta ligando duas ondas, enquanto um intervalo abrange pelo menos uma onda mais a linha reta que a conecta.

Intervalo PR inclui:

- Tempo da despolarização auricular

- Atraso fisiológico nódulo AV

- Passagem impulso através do feixe de His e seus ramos até ao início da despolarização ventricular

Intervalo QRS: Tempo da despolarização ventricular

Intervalo QT: Período desde início despolarização ventricular até ao final de repolarização ventricular

Segmento PR: Final onda P até início QRS (isoelétrico)

Segmento ST: Final QRS até início onda T (isoelétrico)